Segunda, 04 Junho 2018 00:00

Feimec se Consolida como o principal evento da Indústria Mecânica no Brasil

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Em sua segunda edição evento reuniu mais de 50 mil visitantes e muitos negócios realizados

Consolidada como a maior feira do setor de máquinas e equipamentos para a indústria mecânica da América Latina, a segunda edição da FEIMEC reuniu mais de 50 mil visitantes durante os cinco dias nos 54 mil metros quadrados do pavilhão. Foram muitos negócios realizados pelas mais de 900 marcasnacionais e internacionais representadas na feira e oferta de conteúdo de alta qualidade em 60 horas deconteúdo distribuídas em seminários, workshops e palestras.

feimec fpepegmaraesPara João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, o crescimento de quase 70% na área da FEIMEC de uma edição para outra e a grande quantidade de expositores –460 empresas que representam quase 1.000 marcas nacionais e internacionais – foram um sinal inequívoco da pujança, confiança e perseverança dos empresários do setor.

“A indústria de máquinas e equipamentos está fazendo sua parte, investindo em tecnologia e capacitação. Agora, precisamos que o Governo também faça a parte dele e melhore o ambiente de negócios com as reformas e a redução do custo do investimento. O próximo presidente, quem quer que seja, precisa assumir uma política de Estado voltada para o futuro do Brasil”.

José Velloso, presidente-executivo da ABIMAQ, ressalta a importância da FEIMEC como propagadora do alto nível da indústria brasileira de máquinas e equipamentos.

“Vencemos a última fronteira da tecnologia. O Demonstrador de Manufatura Avançada que trouxemos para a feira é uma prova disso: foi desenvolvido em apenas três meses, com equipamentos e sistemas disponíveis no Brasil e acessíveis aos industriais de todos os segmentos. Esta terceira edição do Demonstrador foi mais compacta, mas muito mais avançada que as anteriores”, destaca Velloso.

Mais que isso, o dirigente ressalta que por toda a feira os visitantes puderam encontrar máquinas, equipamentos e soluções que atendem os conceitos da Indústria 4.0 e que vão ajudar a indústria brasileira a modernizar suas plantas para ganharem produtividade e se tornarem mais competitivas nos mercados interno e externo.

Na avaliação de Marco Basso, presidente da Informa Exhibitions, a segunda edição da FEIMEC representou a retomada da atividade industrial no Brasil ao superar todas as expectativas de visitação, negócios e oferta de conteúdo técnico. “O retorno que tivemos dos expositores foi extremamente positivo, e muitos se mostraram surpresos com a qualificação dos visitantes, a presença de compradores de todas as regiões e a quantidade de marcas nacionais e internacionais representadas na feira”.

 (Crédito: Pepe Guimarães)

Para colaborar com as exportações da indústria brasileira de bens de capital mecânicos, a FEIMEC abrigou mais uma vez a Rodada Internacional de Negócios, ação de promoção comercial organizada pela ABIMAQ e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Foram realizados 166encontros entre os 39 fabricantes nacionais de máquinas e 9compradores internacionais de 5 mercados estratégicos para a indústria brasileira de máquinas e equipamentos: África do Sul, Argentina, Chile, Peru e Rússia. As reuniões geraram negócios da ordem de US$ 9 milhõesentre vendas imediatas e prospectadas para os próximos 12 meses.

Ao mesmo tempo, o Projeto Imagem, que visa ao fortalecimento da imagem da indústria brasileira de bens de capital no mercado externo, trouxe para a FEIMEC 2 jornalistas de publicações especializadas do México (Metalmecánica) e Alemanha (Fertigung) para divulgarem as empresas, produtos e serviços brasileiros em seus países.

A feira recebeu 53.199 visitantes, entre estudantes, profissionais e compradores dos mais diferentes segmentos da indústria, como automóveis e autopeças, petroquímica, alimentos e bebidas, metalurgia, embalagem e rotulagem, construção e infraestrutura, e muitos outros., superando em muito a expectativa inicial de 40 mil visitantes.

A terceira edição da FEIMEC, em 2020, já está confirmada para os dias 5 a 9 de maio, no São Paulo Expo.

 

PALAVRA DO EXPOSITOR

feimec2018 abb fpepegmaraes Maurício Lopes, gerente responsável pela comercialização de máquinas-ferramenta da ROMI no Brasil e coordenador da Comissão Organizadora da FEIMEC 2018, garante que o objetivo da feira foi alcançado e atendeu às expectativas dos expositores. Para ele, o diferencial desta edição esteve na parceria com os clientes: organizadores e expositores atuaram em conjunto até a concretização do evento. "Essa foi a nossa principal estratégia para promover um bom trabalho e atrair visitantes interessados em fechar negócios", diz Lopes.  “A ideia é manter a estratégia para as próximas edições”.

Em sua participação na FEIMEC, a TRUMPF levou bons resultados para casa. Foram três negócios fechados, outros dois já engatilhados e potenciais oportunidades de negócios, tanto com clientes ativos quanto novos clientes. As três máquinas vendidas da TRUMPF foram a TruLaser 5030 com a principal novidade da empresa no evento, o Highspeed Eco, uma grande inovação, e a dobradeira TruBend 5130. Otimista, João C. Visetti, diretor-presidente da TRUMPF Brasil, comenta que a economia está se recuperando, o que favoreceu a realização de negócios e muitos contatos de qualidade.

Para a SCHUNK, a FEIMEC foi de grande importância, principalmente por confirmar a melhora do mercado, com visitantes qualificados. “Nestes cinco dias de feira, discutimos grandes projetos e esperamos, com isso, colher os frutos do investimento feito no evento”, diz Mairon Anthero, diretor Administrativo da empresa. O executivo destaca a grande quantidade de visitantes com poder de decisão, tanto de grandes como de pequenas empresas. “O número de visitantes superou as nossas expectativas e o pavilhão atende perfeitamente nossa necessidade. Conseguimos mostrar nossos produtos para os clientes e de que forma atendemos e trabalhamos com a indústria. Sem dúvida nenhuma, a FEIMEC nos trará ótimos resultados até o final do ano”.

“Tivemos uma grande estreia na FEIMEC. O evento atraiu indústrias de todo o País e também do exterior interessadas em novidades para otimizar seus processos e garantir mais produtividade e economia”, ressalta Walter Strebinger, diretor da fabricante de especialidades químicas QUIMATIC TAPMATIC. “Além de gerar um reforço de vendas importante para a nossa expectativa de crescimento anual, a exposição nos permitiu trocar experiências com os visitantes, o que é sempre muito válido para o constante desenvolvimento técnico de nosso portfólio”.

A ESAB se mostrou positivamente surpreendida com sua participação na FEIMEC. Além dos bons negócios que fez, pelos quais a empresa sentiu o mercado mais otimista, a empresa destacou a organização do evento. Segundo Virgínia Soares, responsável pelo Marketing da empresa, "a diferença está no suporte ao expositor e no relacionamento com o visitante ao longo dos dias de exposição, graças ao trabalho de divulgação pré-evento". 

De acordo com Ennio Crispino, gerente de Vendas da EUROSTEC, o nível de visitação no estande da empresa superou a expectativa já no primeiro dia da FEIMEC 2018. “Foram fechadas vendas que estavam em andamento antes da feira, bem como outras novas aconteceram ao longo dos cinco dias”. Para Crispino, o pós-feira está sendo considerado muito importante para a empresa, em virtude das boas prospecções proporcionadas pela feira. 

Ricardo Jorge Cruz, gerente geral de Projetos de Vendas da GROB, destacou o nível de visitação: “Ótimo, muitas novidades e negócios realizados desde o primeiro dia". Ele diz que se surpreendeu com a quantidade de segmentos industriais presentes na feira, bem como com o emprenho do evento em estimular projetos de pesquisa e desenvolvimento.

"Foi a melhor feira para a Starrett dos últimos anos", comemorou Felipe Fabrega Teixeira, gerente de Produtos da STARRETT. Segundo ele, a FEIMEC incentivou o poder de compra dos visitantes. “A Starrett fechou negócios com a venda de grandes máquinas e conseguiu contato com uma série de distribuidores potenciais”. Nas contas do gerente, nesta edição a empresa teve êxito de 15% a 20% nos negócios em comparação com diversas feiras anteriores.

A SEW EURODRIVE aproveitou o evento para fixar a sua marca no mercado. Celso Santos Fonseca, gerente regional de Vendas, se mostrou bastante satisfeito com o nível de visitação em seu estande, pois acredita que só assim os negócios acontecem. Para a empresa, o objetivo foi iniciar a negociação com o cliente, dando continuidade após o evento. "A SEW atingiu o resultado esperado, portanto a FEIMEC já pode contar com nossa participação na próxima edição".

Para Ricardo Braghittoni, gerente de Vendas da STÄUBLI, o ponto alto da participação da empresa na FEIMEC 2018 foram as vendas dos robôs. "Os negócios foram melhorando a cada dia que passava”. A participação de estudantes no evento também chamou a atenção do gerente, que elogiou a parceria entre a feira e Senai.

A PRENSAS SCHULER considera importante estar em uma feira técnica como a FEIMEC para viabilizar o relacionamento com clientes importantes, já que a empresa fecha negócios e trabalha sob encomenda. Segundo a assistente executiva de Marketing Patricia Martins, a divulgação é o principal objetivo da companhia ao participar do evento. “Foi possível mostrar novas tecnologias na feira, o que ajuda no desempenho dos negócios, já que a demanda é o que move a linha de produção da Prensas Schuler".

"Full Time" foi o termo usado por Agnes Gedrat, administradora de Vendas e Marketing da HELLER, para descrever o movimento no estante da empresa na feira. A Heller recebeu a visita de clientes potenciais, universitários interessados nas tecnologias da empresa e realizou grandes negócios. Segundo Agnes, a expectativa foi superada tanto em vendas quanto em relacionamento.

Um aumento de 30% a 40% nas vendas foi o que a TECNIGRAV conquistou na FEIMEC 2018. Rodrigo Mello, técnico em Vendas, registrou o contentamento da empresa com a feira, principalmente no que diz respeito ao público. “Foi essencial a divulgação pré-feira, de modo que trouxe o cliente até o estande e levou ao fechamento dos negócios".

A ABB se surpreendeu com a FEIMEC desde o primeiro dia. Com 10% de crescimento nas vendas durante a feira, a empresa considera que o suporte e organização foram primordiais para o sucesso dos expositores. "A Feimec se consolidou como a melhor das feiras do setor ", disse Jessica Pires, assistente de Marketing da ABB.

O Grupo JUNKER se destacou na FEIMEC apresentando os principais produtos de sua linha de fabricação, entre eles os diversos modelos de exaustores eletrostáticos de névoa e de emulsão da marca LTA e a consagrada retificadora cilíndrica CNC Numerika G800 Plus da ZEMA.  Dirk Huber, diretor do Grupo no Brasil, comemorou a venda da retificadora Zema CNC série Futura modelo E400 que permite a retificação de perfis e de cones com interpolação ou com inclinação da mesa.

"Todo o processo da venda foi conduzido e realizado durante a feira, desde a apresentação da máquina até o fechamento de negócio", comenta Dirk, otimista muito mais com a possibilidade de outros negócios futuros em contatos decorrentes da feira. O diretor garante que está muito satisfeito com os resultados da FEIMEC: "Se compararmos os dias atuais e de um ano atrás, hoje estou bem mais tranquilo e satisfeito", afirma, antecipando que a JUNKER trará novidades para o mercado brasileiro no segundo semestre de 2018.

Sobre a participação da CTS (Tecnologias e Serviços de Compressão de Ar) do Grupo Ingersol, Fabio Narahara, líder de Marketing na América Latina para tecnologias e serviços de compressão, ficou surpreso com o movimento tanto de pessoas e oportunidades, quanto nos negócios fechados. “A empresa já planeja estar na próxima edição da feira”. Raquel Antonio, especialista de Marketing, avaliou que o grupo teve o retorno esperado de todo o seu investimento na FEIMEC, que mostrou, além de tudo, um reaquecimento do setor.

Para a ARO (Gerenciamento de Fluidos), também do Grupo Ingersoll, "a Feimec 2018 foi extremamente positiva”, nas palavras de Cristian Drewes, diretor de Vendas. O executivo destacou a quantidade e qualidade do público, que se mostrou interessado nos produtos. Ainda segundo o diretor, foram geradas oportunidades significativas de negócios nesta edição.

 

Assessoria de Imprensa

 

Ler 2279 vezes Última modificação em Quarta, 12 Setembro 2018 16:13

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Promoção Ello Consultores

Especialista em Marketing Industrial
www.elloconsultores.com.br
Ello Consultores logo

Assine nossa Newsletter

Top